Especiais

Há 52 anos a CPTM possui curso de formação para adolescentes

Promenino Fundação Telefônica Promenino Fundação Telefônica

10 anos atrás

24 de maio de 2004
CAMILA DE SOUZA
da redação do RISolidária

Trinta anos de vida dedicado ao trabalho em ferrovia. Em 1974, Ivan Moreno, aos 14 anos, ingressou no curso de formação de menores aprendizes na escola da extinta Rede Ferroviária Federal, hoje Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), na unidade de Bauru, interior de São Paulo. Até os 17 anos fez o curso de ajustador mecânico de ferrovia e não largou a área. "Saí (da escola) com a perspectiva de trabalhar em ferrovia e estou até hoje (no ramo)", disse Moreno, diretor do Centro de Formação Profissional James C. Stewart, escola da CPTM em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

Desde a fundação em 1951, o Centro formou cerca de 2.300 aprendizes capazes de atuar no planejamento, gestão e manutenção de transportes ferroviários. Atualmente, 98 adolescentes fazem os cursos técnicos de formação da escola, dentro do programa "Menor Aprendiz". São eles: Sistemas Mecânicos de Transportes sobre Trilhos, Sistemas Eletrônicos de Transportes sobre Trilhos e Técnico em Transporte sobre Trilhos. Nos dois primeiros, o aluno aprende a supervisionar e planejar ações de manutenção, enquanto no terceiro, o aprendiz lida com a parte logística, planejando e executando ações relativas ao deslocamento de passageiros e cargas.

"Na vida, coisas ótimas acontecem de repente", disse a aprendiz Larissa Cristiane Paiva de Sousa Lima, que estuda sistemas eletrotécnicos no Centro de Formação. Larissa lembrou que em uma única semana soube do concurso para a admissão de novos aprendizes, fez a inscrição e realizou a prova escrita. Em setembro do ano passado, ela começou o curso. "É puxado, mas aqui trabalho com o que gosto", declarou. Larissa é uma das 22 adolescentes aprendizes existentes na escola.

Os cursos têm dois anos de duração e o aprendiz recebe mensalmente nesse período um salário mínimo, mais benefícios, como vale-transporte, cesta básica e vale-refeição. No primeiro ano, predomina a fase escolar, com aulas teóricas, simulações em laboratórios e oficinas de aprendizagem. O aluno estuda das 7h às 16h. Na fase de estágio, o aprendiz estuda e trabalha das 8h às 17h. Todos os alunos também cursam o Ensino Médio.

"Minha fase de aluno foi tudo para mim. Foi o caminho para eu me tornar profissional", afirmou Ivan Moreno. Assim como os atuais aprendizes, Moreno ingressou como aprendiz na CPTM por meio de concurso público e, na época, como havia vagas disponíveis, foi absorvido pelo quadro de funcionários da empresa. A Companhia possui cerca de 5.800 empregados. Todos os anos, a escola forma 60 aprendizes. Segundo Moreno, entre 2000 e 2001, cerca de 50% dos alunos conseguiram emprego, mas, em 2003, com a crise econômica, o número de contratações diminuiu. "Foi um ano de muitas perguntas e poucas contratações", avaliou.

Para os próximos anos, Moreno aposta na elevação do número de contratações por empresas operadoras, como o Metrô de São Paulo, e fornecedoras, por causa dos investimentos no setor ferroviário. No final do ano passado, o governo federal lançou o Plano de Revitalização das Ferrovias, que prevê a recuperação dos 27.857 quilômetros da malha ferroviária brasileira e a construção de novos trechos para aumentar o transporte de passageiros e cargas. De acordo com o Ministério dos Transportes, serão investidos mais de R$ 8 bilhões até 2007. Do total, cerca de R$ 5,2 bilhões viriam das parcerias público-privadas (PPP).

Inscrições - O concurso para o programa "Menor Aprendiz", parceria da CPTM com o Senai, está com as inscrições abertas até o dia 27 de maio. São oferecidas 37 vagas para os três cursos de formação, sendo sete para técnico em Sistemas de Transporte sobre Trilhos, 15 para técnico em Transporte sobre Trilhos e 15 para Sistemas Eletrotécnicos.

Os estudantes do segundo e terceiro anos do Ensino Médio, nascidos entre dois de agosto e 31 de dezembro de 1988 podem se inscrever na sede da escola, na avenida Raimundo Pereira de Magalhães, 1.000, na Lapa, zona oeste, das 8h às 15h30. É necessário levar original e cópia da certidão de nascimento ou do RG e do atestado de escolaridade, além de duas fotos tamanho 3x4. Mais informações pelo telefone 3613-6212.

Tags

    Nenhum registro encontrado

Leia também

    Nenhum registro encontrado

Comentários

Acesse a rede para comentar:

Esqueci minha senha

Cadastre-se